Leitura de contadores SML com cabeça de leitura óptica

Muitos contadores "modernos" têm uma interface óptica, ou seja, um díodo infravermelho, com o qual alguns valores dos contadores de corrente são emitidos em formato SML. O Gestor de Carregamento cFos apoia estes contadores e a ligação de uma cabeça de leitura óptica. As cabeças de leitura óptica estão disponíveis em duas variantes: Com nível 3.3V TTL ou com ligação USB. Pode ligar uma cabeça de leitura TTL ao controlador cFos Power Brain, e uma com uma interface USB ao Raspberry PI ou Windows.

Para ler um medidor que fala SML usando uma cabeça de leitura óptica, é necessária uma cabeça de leitura com nível TTL para o cFos Power Brain. Isto é ligado da seguinte forma: Para controladores com Hardware Revission 1.1 (Rev. C) e 2.0 (Rev. F):

GND - Pin 10
TxD - Pin 11 - aqui RxD do leitor está ligado
RxD - Pin 12 - aqui TxD do leitor está ligado
Vcc - Pin 15

Em seguida, configurar um medidor do tipo "SML Meter" no cFos Charging Manager. Introduzir COM2,9600,8,N,1 como endereço.
Se estiver a utilizar o cFos Charging Manager sob Windows ou Raspberry, necessita de uma cabeça de leitura óptica com interface USB. Configurar o tipo "SML Meter" como o contador e definir o endereço para COMx,9600,8,N,1, onde COMx é a porta COM sob a qual o leitor USB reporta (semelhante aos adaptadores Modbus).

Habilitar contador com código de intermitência

No estado básico, os "dispositivos de medição modernos" instalados em armários de contadores apenas fornecem o kWh através de interface óptica. A fim de receber valores de desempenho atempados, devem ser activados com um PIN. Pode obter o PIN do seu operador de ponto de medição ou operador de rede. Se tiver o PIN, pode desbloquear o contador com uma lanterna: Flash da interface óptica uma vez. O contador realizará então um teste de visualização e "PIN" e 4 zeros aparecerão no visor. Agora pode aumentar o primeiro 0 por impulsos de aproximadamente 1 segundo. Agora pode aumentar o primeiro 0 por impulsos de aproximadamente 1 seg. até ter introduzido o primeiro dígito do pino. Depois esperar até o cursor saltar para o 2º zero e aumentar este dígito em conformidade, piscando os pulsos. Depois de ter introduzido os 4 dígitos do PIN, o contador é activado durante 120 segundos. Neste estado, um breve piscar faz com que o visor mude para diferentes representações. Uma delas é "PIN on". Agora ilumina-se durante aproximadamente 5seg. até aparecer "PIN off". A transmissão de energia activa através da interface óptica está agora permanentemente activada. Note-se que isto também permite a qualquer pessoa com uma tocha ler os vários valores do contador. Infelizmente, a potência activa é muitas vezes transmitida apenas como um valor total. O Gestor de Carregamento cFos calcula então os valores correntes correspondentes para as fases. Uma vez que isto está sujeito a um certo grau de imprecisão, deve, portanto, planear ou estabelecer uma certa reserva para tarefas de gestão de carga.

Leia o contador com Tasmota

Tasmota é um sistema operativo para processadores Espressif ESP. Pode ligar a cabeça de leitura óptica Hichi IR a um módulo ESP a executar o Tasmota. A Tasmota fornece então um servidor web a partir do qual o Gestor de Carregamento cFos pode então ler nos dados do contador determinados através da cabeça de leitura. Aqui estão as instruções de Andreas H. sobre como configurar a Tasmota em conformidade:

Após a integração na WLAN, a cabeça lida deve ser descrita com o guião correspondente de acordo com o contador existente.
Interface Web (IP read head) -> Consoles -> Edit Script (armazenar script)
Importante: Activar "Script enable" e guardar
Com a definição de contador existente "Tasmota_Smartmeter_http.json" é lido um contador Logarex modelo LK13BE com SML.
O guião correspondente:

>D
>B
->sensor53 r
>M 1
+1,3,s,16,9600,LK13BE,1,10,2F3F210D0A,063035310D0A
1,77070100010800ff@1000,Gesamt kWh bezogen,kWh,Power_total_in,1
1,77070100020800ff@1000,Gesamt kWh geliefert,kWh,Power_total_out,1
1,77070100100700ff@1,Verbrauch aktuell,W,Power_curr,0
1,77070100240700ff@1,Power L1,W,Power_L1_curr,0
1,77070100380700ff@1,Power L2,W,Power_L2_curr,0
1,770701004C0700ff@1,Power L3,W,Power_L3_curr,0
1,77070100200700ff@1,Voltage L1,V,Volt_L1_curr,1
1,77070100340700ff@1,Voltage L2,V,Volt_L2_curr,1
1,77070100480700ff@1,Voltage L3,V,Volt_L3_curr,1
1,770701001f0700ff@1,Amperage L1,A,Amperage_L1_curr,2
1,77070100330700ff@1,Amperage L2,A,Amperage_L2_curr,2
1,77070100470700ff@1,Amperage L3,A,Amperage_L3_curr,2
1,770701000e0700ff@1,Frequency,Hz,HZ,2
1,77070100510704ff@1,Phaseangle I-L1/U-L1,deg,phase_angle_p1,1
1,7707010051070fff@1,Phaseangle I-L2/I-L2,deg,phase_angle_p2,1
1,7707010051071aff@1,Phaseangle I-L3/I-L3,deg,phase_angle_p3,1
1,77070100510701ff@1,Phase angle U-L2/U-L1,deg,phase_angle_l2_l1,1
1,77070100510702ff@1,Phase angle U-L3/U-L1,deg,phase_angle_l3_l1,1

Se for utilizado um contador diferente do mencionado no exemplo, a Tasmota deve ser colocada em funcionamento com o guião correspondente ao contador existente.
Na Internet podem ser encontrados roteiros Tasmota adequados para os modelos mais comuns.
Depois, a saída pode ser testada com o link http://ip_lesekopf/cm?cmnd=status%2010. O feedback deve então ter o seguinte aspecto.
O feedback deve então ter o seguinte aspecto (exemplo: Logarex LK13BE)

{
"StatusSNS":{
"Time":"2022-09-24T10:16:32",
"LK13BE":{
"Power_total_in":108.9,
"Power_total_out":0.0,
"Power_curr":4294,
"Power_L1_curr":1390,
"Power_L2_curr":1453,
"Power_L3_curr":1450,
"Volt_L1_curr":235.0,
"Volt_L2_curr":232.9,
"Volt_L3_curr":234.2,
"Amperage_L1_curr":5.96,
"Amperage_L2_curr":6.33,
"Amperage_L3_curr":6.25,
"HZ":50.00,
"phase_angle_p1":353.1,
"phase_angle_p2":351.6,
"phase_angle_p3":353.2,
"phase_angle_l2_l1":120.1,
"phase_angle_l3_l1":241.0
}
}
}

Consequentemente, as entradas na definição do contador (JSON) devem então ser adaptadas individualmente e carregadas para o cFos WB.

Para este feedback, pode então ser criado um contador definido pelo utilizador no cFos Charging Manager, utilizando uma definição JSON. Para o exemplo acima, aqui está o download na página dos dispositivos suportados pelo Gestor de Carregamento cFos. No Gestor de Carregamento cFos, introduza então um contador do tipo "HTTP Input" com o endereço do seu Tasmota.